Páginas

Jovens Amigos ada Sagrada Face

Grupo de jovens pertencente a família religiosa da Congregação da Sagrada Face, que tem como missão Propagar, Reparar e Restabelecer o Rosto de Cristo nos irmãos, especialmente os mais humildes e necessitados

domingo, 15 de setembro de 2013

II eu curto ser um jovem de Deus

EU CURTO SER UM JOVEM DE DEUS é um dia inteiro  de encontro voltado para os jovens da nossa comunidade, realizado pelo grupo JASF. Nosso projeto é simples, dá um pouco de trabalho, mas é possível de realizar e muito, muito gratificante.

É necessário fazer um roteiro. desde as boas vinda até a despedida. dividir quem vai fazer o quê. Nunca esquecer que para realizar um evento é necessário trabalhar antes, durante e depois.

Realizamos visitas aos jovens da comunidade, dedicamos um dia para irmos de casa em casa convidando a juventude, de modo especial aqueles jovens que não participam de nenhum grupo de Igreja.

escolhemos como tema vocações. Mas com o diferencial que as pessoas que foram falar de cada vocação eram jovens que ainda estavam no  início da caminhada. Cada um falou da sua história, porque escolheu aquela vocação... jovem falando para jovem....

Fizemos lanche, almoço, todos juntos. Uma equipe ficou responsável para preparar nossa comida.

Fizemos adoração Eucarística, foi maravilhosos, Deus tão perto de nós...

Não podia faltar  animação, brincadeiras, lazer, dinâmicas... tudo isso ajudou a nos entrosarmos e criar um ambiente de acolhida e amizade.

No fina do encontro aprendemos muito. Os jovens gostaram, alguns começaram a participar do grupo, outros ficaram nossos amigos, ainda não chegou  a hora deles... para nós foi mais um momento de crescimento, de compromisso, responsabilidade e realizarmos nossa missão de anunciar Jesus do nosso jeito, jovem.

                                         PREPARAÇÃO ANTES DO EVENTO: LIMPEZA





                                             
                                                              ENSAIO TEATRO


TEATRO



PREPARAÇÃO    LANCHE

ANIMAÇÃO


VOCAÇÃO MATRIMONIAL


MAIS ANIMAÇÃO


                                                                      DINÂMICA

ORAÇÃO

VOCAÇÃO LEIGA

VOCAÇÃO RELIGIOSA


                                                        ABENÇOANDO O ALIMENTO

                                                                           ALMOÇO

MOMENTOS FINAIS



 
                                                                         JASF






segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Via sacra 2013

Alguns momentos da via sacra pelas ruas da nossa comunidade. Reviver a paixão de Cristo é um convite à fazer experiência do amor redentor de Deus















TEATRO DE SÃO FRANCISCO 2013

TEATRO DE SÃO FRANCISCO
PERSONAGENS:


Francisco
01:
02:
03:
Leproso:
Amigo de Francisco:
Clara:
Franciscanos:


Povo:





O CORO ENTRA E COMEÇA A FALAR, EM VOZ ALTA,  PARA O POVO         
01: Esta é a história de Francisco, um jovem de Assis. A história de uma alma que procurou e encontrou a luz,
02: Que na luz se perdeu e encontrou o sentido verdadeiro da vida.
03: Muitos conhecem esta história, alguns a admiram e há os que sentem respeito e medo, porque sabem que esta história emociona e desafia.
CORO:  (juntos  no meio do cenário)Quem é Francisco?
À MEDIDA QUE FALAM SE DIRIGEM PARA O POVO
01: Alguém que aproveitou a vida com os amigos, que foi a festas, que cortejou damas
02: Alguém que sempre teve o que quis,  sem nenhum esforço.
03: Uma alma sensível que se deixou iludir pelas alegrias passageiras deste mundo.
01: Um jovem que viveu em uma realidade conturbada, cheia de contra valores, como a nossa.
02: Um jovem indeciso, que não sabia ao certo que caminho seguir, como muitos jovens de hoje.
03: Um jovem que só procurou encontrar a felicidade e se perdeu, como muitos de nós.
 JUNTAM-SE  NOVAMENTE DO CENTRO DO CENÁRIO
CORO: Esse Francisco não existe mais. Hoje ele é o pobre de Assis.
O CORAL RECUA E AS PESSOAS SURGEM DOS DOIS LADOS DA IGREJA, SIMULANDO UM DIA MOVIMENTADO (PESSOAS VENDEM, COMPRAM, CONVERSAM , CAMINHAM...)
FRANCISCO APARECE, VEM ANDANDO LENTAMENTE PELAO MEIO DA IGREJA.
TODOS: Vejam, o louco de Assis
01: dizem  que deixou tudo
TODOS: o louco de Assis
02: deixou família e amigos
TODOS: o louco de Assis
03: deixou a riqueza  e o nome que tinha
TODOS: o louco de Assis
FRANCISCO ENTRA OLHANDO AS PESSOAS SERENAMENTE, TODOS SE AQUIETAM E FICAM DISTANTES DELE, OLHANDO-O, CONVERSAND BAIXO, APONTANDO-O, RINDO...
PELO CENTRO DA IGREJA APARECE UM LEPROSO
PESSOA 01: (gritando)  um leproso! Um leproso!
AS PESSOAS COMEÇAM A SE AFASTAR ASSUSTADAS, FICAM NAS LATERAIS DO CENÁRIO. O CORO FICA AFASTADO, MAS LOCALIZADO NO MEIO DO CENÁRIO. FRANCISCO VAI AO ENCONTRO DO DOENTE, QUE RESISTE À PRESENÇA DO MESMO.
LEPROSO: afaste-se! Você não está vendo que sou um leproso!
FRANCISCO: não tenho medo.
LEPROSO: Deveria! Eu sou a morte!
FRANCISCO: não! Você é meu irmão (abraça o doente)
LEPROSO: Eu sei quem você é. Você é Francisco Bernadone. Dizem que você está louco... mas sei que você é rico... pode me ajudar?
FRANCISCO: eu não tenho riquezas materiais, mas o tesouro que carrego comigo posso te dar,  se quiseres. Tudo o que tenho te dou: o amor de Deus.
LEPROSO:  Deus! Deus não me ama, não quer saber de mim, me abandonou.
FRANCISCO: não! Ele é Pai, por isso somos irmãos. Deus não abandona seus filhos. Ele entende o sofrimento porque viveu o sofrimento na sua paixão. A dor, a doença, o sofrimento e a morte são da natureza humana, não podemos fugir, mas podemos viver unidos a Jesus Cristo, porque Ele que sofreu por nós.
LEPROSO: Francisco, eu quero, eu aceito o que você tem para me dar. Quero acreditar e amar a Deus assim como você.
(Francisco abraça novamente o doente, este chora)
AS PESSOAS COMEÇAM A SE APROXIMAR, BEM DEVAGAR. UM MULHER ENTREGA UM PÃO A FRANCISCO, ELE RECEBE, FAZ UMA BENÇÃO, DIVIDE ENTRE TODOS. O GRUPO COME, COMEÇA A SORRIR, A CONVERSAR. (as pessoas fazem somente os gestos de acolhida enquanto o coro fala. O coro sai do lugar onde estava e começa a se aproximar mais da plateia)
01: ele está diferente, todos que se aproximam podem sentir.
02: existe alguma coisa nele que incomoda a gente, que dá esperança ao coração.
03: ele devolve a certeza de que Deus está do lado dos pobres
TODOS: (onde cada um está se volta para o povo e perguntam com voz forte) o que você faz com  os pobres que batem a tua porta? (continuam fazendo gestos silenciosos)
01: os pobres que não tem o que comer, o que beber, o que vestir...
02: os pobres que precisam de uma palavra amiga, de um gesto de carinho, de uma atitude amorosa...
03: os pobres que precisam do teu perdão, do teu amor, do teu tempo, da tua generosidade.
TODOS: (onde cada um está se volta para o povo e perguntam com voz forte) o que você faz com  os pobres que batem a tua porta? (continuam fazendo gestos silenciosos)
01: os pobres que estão nas ruas, nas praças, nos sinais, nos presídios, nos hospitais...
02: os pobres que estão no teu trabalho, na comunidade, na tua rua, no teu condomínio...
03: os pobres que estão em tua casa, na tua família, na tua vida, no teu coração...
APARECE UM HOMEM RICO, AMIGO DE FRANCISCO, FICA DISTANTE  E CHAMA FRANCISCO
AMIGO DE FRANCISCO: Francisco, preciso falar com você!
FRANCISCO: meu amigo! (vai ao encontro do amigo e o abraça) venha, se aproxime.
AMIGO DE FRANCISCO: não Francisco, prefiro ficar aqui, não sou santo como você.
FRANCISCO: deixe disso, meu amigo. Não sou santo, você sabe disso o tanto quanto eu sei que você tem um grande coração. Afinal o que te trouxe aqui?
AMIGO DE FRANCISCO: Francisco, te conheço a tanto tempo, mas nunca entendi o que você fez. Eu não entendo, mas sinto meu coração arder quando penso nessa loucura toda. Sinto que Deus quer algo de mim, mas não tenho a coragem que você tem, não consigo deixar a vida que tenho e sinto a consciência pesar.
FRANCISCO: meu irmão, Deus pede a mesma coisa a cada um de nós, seus filhos, mas pede de formas diferentes. Você pode ouvir a voz de Deus e fazer o que Ele te pede de acordo com o que teu coração pedir, o que importa é viver no amor e pelo amor que é o próprio Deus, tudo fazer para agradá-lo,  nunca ofender seu coração e cuidar com generosidade do seu bem mais precioso (apontando para o povo) ame e o teu coração se aquietará. Não tenha medo.
FRANCISCO PEGA NA MÃO DO AMIGO E O LEVA PARA JUNTO DO POVO, QUE O ACOLHE.
AS PESSOAS SE AJUDAM, CUIDAM UMA DAS OUTRAS, TRABALHAM JUNTAS.
01: A pessoa que faz experiência do amor de Deus não consegue permanecer igual.
02: Somente o que vem de Deus consegue preencher seu coração
03: Ela sente necessidade de transbordar esse amor para todos que estão ao seu redor.
ENTRA UMA JOVEM RICA COM UMA CESTA DE COMIDA E ROUPAS. AS PESSOAS SE APROXIMAM DELA COMEÇAM A PEGAR O QUE ELA TRAS, DEPOIS SE AFASTAM, A JOVEM E FRANCISCO DE APROXIMAM.
FRANCISCO: Clara, eu sabia que você viria. Sua presença nos faz tanto bem.
CLARA: na verdade, Francisco, são vocês que me fazem bem. Vocês me ensinam o quanto essa vida é passageira, o quanto este mundo é cheio de vaidades e de alegrais efêmeras. Francisco, quero ser toda de Jesus, quero amar o mundo, a vida e as pessoas como Jesus amou. Somente dessa forma serei verdadeiramente feliz.
(Francisco e Clara se abraçam, lentamente vão chegando alguns frades e formam um semi circulo por trás  de Francisco e Clara)
01: muitos sentiram o coração arder por causa do exemplo de Francisco
02: muitos deixaram tudo para trás e tornaram-se companheiros de Francisco
03: homens e mulheres, de todas as idades e classe social
01: viveram com os pobres, como os pobres
02: anunciaram com palavras e gestos o Evangelho de Jesus
03: ensinaram e ensinam para o mundo que, somente em Deus é possível encontrar o sentido da vida.
ENQUANTO TOCA O CANTO: DOCE É SENTIR, FRANCISCO AJUDA A CLARA A TROCAR AS SUAS VESTES RICAS PELO HÁBITO FRANCISCANO. TODOS ESTÃO AO REDOR.
01: hoje, nós somos convocados a vivermos o Evangelho com coragem e fé.
01: termos a coragem de abandonar tudo que nos afasta de Deus e nos aproximarmos do seu amor
03: sermos verdadeiros cristãos  nos lugares onde vivemos: no trabalho, nos estudos, no lazer, na comunidade, na família.
AS PESSOAS FALAM COM VOZ FORTE E CONVICÇÃO
FRANCISCO: Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Pessoa 01:Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Pessoa 02:Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Pessoa 03: Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Pessoa 04: Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Pessoa 05: Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Pessoa 06: Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Pessoa 07: Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Pessoa 08: Onde houver trevas, que eu leve a luz.
 FRANCISCO: Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
Pessoa 09: Consolar, que ser consolado;
Pessoa 10: compreender, que ser compreendido;
Pessoa 11: amar, que ser amado.
TODOS : Pois, é dando que se recebe,
                é perdoando que se é perdoado,

               e é morrendo que se vive para a vida eterna.

JASF 20 anos

video
Uma pequena homenagem para aqueles que estão dando continuidade a uma história repleta de alegrias, crescimento e desafios...

fotos: arquivo JASF 2013
música: O mestre inesquecível / interprete: Ademir Araújo   Música e letra: Augusto Cury